O nado mais relaxante que tem!







O nado de costas é basicamente um crawl invertido e único estilo em que o nadador faz o movimento olhando pra cima (decúbito dorsal). Para uma boa execução, o tronco e as pernas devem estar bem alinhados

Inicialmente esse nado tinha o movimento simultâneo dos braços e só posteriormente é que foi adotado a alternância de pernas e braços. A aprendizagem do estilo costas é relativamente simples. A técnica consiste basicamente num batimento de pernas e na rotação alternada dos braços com uma fase propulsora subaquática e uma fase de recuperação aérea. Em relação a respiração durante o nado, deve-se seguir o mesmo princípio dos outros estilos, inspirando pela boca e expirando pelo nariz, mas no nado de costas com o rosto sempre fora d'água, o que facilita a respiração. 

A posição deve ser o mais horizontal possível. É bom ressaltar que para nadar costas o praticante deve saber flutuar. Este é um exercício que deve ser ensinado durante os primeiros contatos com a água, ou seja, na chamada fase de adaptação.

Tenha 100 atividades de Natação para aulas

Da mesma forma que o crawl, no nado de costas também se deve levar em conta a posição do corpo, a ação dos braços e das pernas, além da coordenação de todos os movimentos.

Muito utilizado pelos nadadores em séries mais leves, o nado de costas causa uma boa sensação após a execução de séries intensas de crawl (ou livre) e borboleta. Ele também é executado, normalmente, em aquecimentos, tiros e séries mais fortes por nadadores especialistas nesse estilo.

Curta nossa página no facebook, nos siga no Twitter e se inscreva na lista de email do blog.



Comente:

Nenhum comentário