Membro de comissão do COI, Popov alerta Rio: 'A luz vermelha está acesa'






natação alexander popov (Foto: Agência Getty Images)

Um dos maiores velocistas da história da natação, Alexander Popov também é conhecido por não ter muitas papas na língua. Crítico, costuma dar opinião mesmo nos assuntos mais polêmicos. Durante o Mundial de esportes aquáticos de Barcelona, o campeão olímpico dos 50m e 100m livre por duas vezes deu um alerta à organização dos Jogos Olímpicos Rio 2016. O russo, que faz parte da comissão de avaliação do Comitê Olímpico Internacional, deixou claro que a cidade está atrasada nos preparativos para a competição.

- A maior preocupação? É quando eles vão começar a fazer algum trabalho. Essa é a maior preocupação. Já foram três, quase quatro anos, desde que o Rio ganhou as Olimpíadas. E, só em fevereiro, quando estivemos no Rio, teve algum progresso e o novo CEO (Sidney Levy) estava. Esperamos que ele faça algo. Provavelmente fará. Estamos acompanhado isso de perto. Estamos nos mantendo informados regularmente sobre o que está acontecendo - disse Popov, quem, em Londres 2012, afirmou que o caso de doping de Cesar Cielo era "inaceitável".

Há quase dez anos, Alexander Popov deixou as piscinas. O russo, porém, segue envolvido com o esporte. Dono de seis medalhas de ouro em mundiais, o ex-nadador tornou-se Mestre em treinamento esportivo. Hoje, utiliza seus conhecimentos práticos e teóricos para ajudar na realização do maior evento esportivo do mundo. Ele é um dos 18 membros da Comissão de Coordenação do COI para os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Rio 2016 - Eduardo Paes, Carlos Arthur Nuzman e Comissão de Coordenação do Comitê Olímpico Internacional (COI) (Foto:  Rio2016 / alexferro.com.br)

Nesta terça-feira, no Mundial de Barcelona, Popov falou sobre as chances de o americano Michael Phelps voltar a nadar e disputar os Jogos de 2016. O russo de 41 anos aproveitou também para mostrar sua dúvida se tudo realmente estará pronto na cidade brasileira para a competição.

- Estamos a três anos das olimpíadas. Tudo pode acontecer. Depende do Michael. Se ele vai querer aproveitar a vida agora, se ele vai querer voltar... Ainda é muito cedo para saber quem vai estar e quem não vai estar. Mas eu tenho certeza que muitos nadadores que estamos vendo aqui estarão muito bem no Rio. Se a infraestrutura estiver pronta - disse Povov, para depois completar:

- É melhor estar pronta. Eu sou membro da comissão de coordenação e têm muito a fazer. A luz vermelha já está acesa. Para alguns problemas, ela já está acesa.

Sobre o Mundial de Barcelona, o grande nome das provas de velocidade nos anos 90 preferiu não opinar sobre quem vencerá os 100m livre. Popov disse preferir esperar para ver o que vai acontecer.

- Eu não gosto de apostar. Não gosto de prever. Gosto da realidade. Vamos esperar para ver. Estou ansioso para ver quem vai ganhar os 100m. E eu não quero dar um palpite. Só quero ver a realidade.




Comente:

Nenhum comentário