Ídolos da Natação: Cesar Cielo







Cesar Augusto Cielo Filho nasceu em 10 de janeiro de 1987, em Santa Bárbara do Oeste, estado de São Paulo.

O esporte entrou no caminho de Cesar Cielo desde bem cedo. Era bem pequeno quando acompanhava a mãe, Flávia, professora de Educação Física, às aulas de natação que ela ministrava no Clube Barbarense. Ainda menino, experimentou o judô. Como era bem maior que os garotos de sua idade competia contra atletas de  categorias superiores e perdia, o que o fez desistir da modalidade. O vôlei veio quando cursava o ensino fundamental. A convite de um professor, que também era técnico da cidade  de Americana, tentou a modalidade – era alto, tinha biótipo adequado. Jogava bem, mas nadava melhor ainda. E já começava a ter resultados muito bons na natação.

Aprendeu a nadar por sugestão do pai. A idéia surgiu quando seguia para a praia numa viagem com a família. Filho do pediatra Cesar Cielo e da professora de Educação Física  Flávia Brito Lira Cielo o esporte era uma herança familiar. Na piscina, descobriu sua grande paixão. Nem sabia que era um jovem talento quando começou a nadar, no Esporte Clube  Barbarense.

"Acho que busquei a inspiração na vitória. Continuei a  nadar, quando eu ainda era criança, porque eu estava ganhando. Minha primeira conquista veio quando eu tinha 8 anos, nadando uma prova dos 25 metros livre, num Festival do  Barbarense. Fiz os 25 metros em 18 segundos ou 19 segundos, mas o que me inspirou a continuar nadando foi chegar em primeiro", relembra.

Cielo nadou no Barbarense, sob o comando do técnico Mário Francisco Sobrinho. Ainda nadou pelo Clube de Campo de Piracicaba, orientado por Reinaldo Rosa. Especialista em Educação Física, a mãe, Flávia, apresentou o filho ao técnico Alberto Silva, o Albertinho, do Esporte Clube Pinheiros – que treinava Gustavo Borges – depois de um curso que ela fez com o  treinador, em Campinas.

Cielo ficou no Pinheiros até 2009. Bateu o recorde mundial dos 50 m livre (20s91) em dezembro daquele ano, no Open, competição disputada no clube paulistano e sob o comando do técnico Alberto Silva, o Albertinho. Cielo treinou com Albertinho dos 15 aos 22 anos. Por três anos, intercalou os treinos entre o Pinheiros e a Universidade de Auburn, Alabama, nos Estados Unidos.

O ano de 2010 começou com mudanças para Cielo e a natação mundial. A Fina proibiu o uso dos maiôs do tipo macacão, argumentando que ajudavam os nadadores a flutuar e deslizar. Na temporada das bermudas, Cielo também mudou de clube. Foi competir pelo Flamengo, clube o qual defende até hoje.

"A opção para um final de ciclo olímpico não é tentar nada muito novo. Vou continuar no Flamengo, não gosto de pular de clube em clube. O Flamengo me dá condições para nadar tranquilo", disse Cielo, que segue treinando em São Paulo, com o técnico Alberto Silva, na piscina do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), dentro do Projeto Rumo ao Ouro em 2016, o P.R.O. 16, gerenciado pelo Instituto Cesar Cielo. Porém, o nadador continuará defendendo as cores do Flamengo nas competições entre os clubes brasileiros.

Veja as principais conquistas do ídolo da natação e do esporte nacional:

Jogos Olímpicos

Pequim/2008

Ouro nos 50 m livre – 21.30, em 16/8/2008, recorde sul-americano

Bronze nos 100 m livre – 47.67, em 14/8/2008, recorde sul-americano

Londres/2012

Bronze nos 50 m livre -21.59, em 3/8/2012

Mundiais

Xangai/2011

Ouro nos 50 m borboleta – 23s10, em 25/7/2011

Ouro nos 50 m livre – 21s52, em 30/7/2011

Dubai/2010

Ouro nos 50 m livre – 20s51, em 17/12/2010, Dubai (EAR) – recorde do campeonato e sul-americano

Bronze no revezamento 4×100 m – 3min05s74, em 15/12/2010, com Nicholas Santos, Marcelo Chierighini e Nicolas Oliveira (recorde sul-americano)

Ouro nos 100 m livre – 46s74, em 19/12/2010, Dubai (EAR) – recorde do campeonato e sul-americano

Bronze no revezamento 4×100 m medley – 3min23s12, em 19/12/2010, com Guilherme Guido, Felipe França e Kaio Márcio

Roma/2009

Ouro nos 50 m livre – 21.08, em 1/8/2009, recorde do campeonato

Ouro nos 100 m livre – 46.91, em 30/7/2009, recorde mundial

Mundial de Piscina Curta de Indianápolis/2004

Prata no revezamento 4 x 100m livre – 3:12.73, em 7/10/2004, em Indianápolis (EUA), com Thiago Pereira, Christiano Santos e Nicholas dos Santos

Pan-Americanos

Guadalajara/2011

Ouro nos 100 m livre – 47.84, em 16/10/2011, recorde pan-americano

Ouro no revezamento 4×100 m livre – 3:14.65, em 16/10/2011, com Bruno Fratus, Nicholas Santos e Nicolas Oliveira, recorde pan-americano

Ouro nos 50 m livre – 21s58, em 20/10/2011, recorde pan-americano

Ouro no revezamento 4×100 m livre – 3:34.58, em 22/10/2011, com Guilherme Guido, Felipe França e Gabriel Mangabeira

Rio/2007

Ouro nos 100 m livre – 48.79, 18/7/2007, Rio de Janeiro (BRA)

Ouro no revezamento 4 x 100 m livre – 3:15.90, em 20/7/2007, Rio de Janeiro (BRA), com Fernando Silva, Eduardo Deboni e Nicolas Oliveira

Ouro nos 50 m livre – 21.84, em 22/7/2007, Rio de Janeiro (BRA).

Prata no revezamento 4 x 100 m medley – 3:35.81, em 22/7/2007, Rio de Janeiro (BRA), com Thiago Pereira, Henrique Barbosa e Kaio Márcio

Fonte: Site Oficial / César Cielo




Comente:

Nenhum comentário