7 erros frequentes que os nadadores cometem!






Treinar natação depois de uma certa idade não é fácil. A volta a rotina, com a repetição pode fazer você não alcançar o objetivo que desejas.

Abaixo listarei 7 erros de a grande maioria das pessoas cometem na prática da Natação.

Erro nº 1: Treinar forte

A maioria dos nadadores amadores treina consistentemente por semanas,  meses e até anos, e não vê uma melhoria no desempenho.

Na maioria das vezes isto acontece porque o objetivo do treino é nadar mais longe e fazer um treino mais difícil do que na semana anterior.

A natação é um desporto único, porque a melhoria resulta da redução da resistência hidrodinâmica  e não directamente do aumento da força ou endurance.

Devemos começar por treinar essencialmente a técnica. A médio prazo vai ser muito mais fácil.

Erro nº 2. Braçadas rápidas em vez de longas

O pensamento mais comum entre os nadadores  é que para ir mais rápido, temos de aumentar o ritmo das pernas e dar braçadas mais rápidas e vigorosas.

Embora isto seja verdade como é óbvio o grande  aumento da velocidade resultará de uma maior distância alcançada em cada braçada. Portanto, se em cada braçada estivemos a ir mais longe, mas mantendo o ritmo das braçadas isto significa que estaremos a nadar mais rápido com menos esforço. Que tal?

Erro nº 3: Iniciar a braçada antes do tempo

Um nadador que inicia a braçada demasiado cedo perde grande parte do volume de água. Assim que a mão toca na agua devemos tentar mantê-la à superfície enquanto deslizamos e somente no último momento iniciar a nova braçada.

Erro nº 4: Olhar para frente e não para baixo

A posição corporal é o fator mais importante na natação. Uma vez que determina resistência hidrodinâmica  produzida, a velocidade da braçada e a forma como deslizamos na água.

A maioria dos nadadores novos começam pela nataçãopleo método crawl com a cabeça a olhar sempre  para a frente porque é a posição natural.

Para a posição do corpo na agua ser equilibrada, devemos olhar para o  fundo da piscina. Isto fará com que os quadris e as pernas se mantenham à superfície, reduzindo o resistência hidrodinâmica e permitindo uma braçada mais suave e  mais eficiente.

Erro nº 5: Nadar sem estar relaxado

Ao contrário do que muitos pensam, a natação não é realizada sobre o estômago. Deve ser feita rodando de lado a lado, permitindo mais uma vez reduzir o resistência hidrodinâmica. Repare na forma de nadar do Michael Phelps e confirme.

Erro nº 6: Cotovelo baixo

A grande fraqueza na braçada de grande parte dos nadadores reside no cotovelo baixo, resultado de ombros fracos e má prática. A braçada correcta começa levando as pontas dos dedos o mais longe possível mantendo o cotovelo alto e depois puxar usando todo o antebraço.

Erro nº 7: Liderar o movimento de recuperação do braço com a mão

Em todos os nadadores de elite, verificamos que a recuperação do braço em cada braçada é feita com o cotovelo bem alto. Isto é conseguido liderando o movimento  com o cotovelo e não com a mão, como a maioria dos nadadores amadores faz.

A chave é manter o cotovelo alto e entrar primeiro com a mão na agua passando com braço bem junto à cabeça.

Com a ajuda de www.effortless-swimming.com



Comente:

Nenhum comentário