Thiago Pereira avisa: "treino pelo ouro"





Em Xangai, tempo dos americanos Phelps e Lochte foi 3s mais rápido do que o dos outros rivais. Foto: Ricardo Matsukawa/Terra

Nos Jogos Olímpicos de Londres, o grande desafio do nadador brasileiro Thiago Pereira será superar os americanos Michael Phelps e Ryan Lochte, maiores expoentes da natação mundial atualmente. Mesmo com a difícil missão, Pereira nega que se contentará apenas com um bronze nas disputas dos 200 m medley e 400 m medley.

"Temos que treinar sempre pelo ouro. Não tenho controle sobre os americanos, só sobre mim. Quero cair na água e nadar para vencer. A gente tem que esperar sempre o melhor", disse o atleta.

A disputa nos 200 m medley, por exemplo, será bem árdua. Nas seletivas americanas para Londres, realizadas na última semana, Michael Phelps fez o melhor tempo do ano entre todos os nadadores do mundo, 1min53s65. No Mundial de Xangai, disputado em 2011, Lochte e Phelps terminaram a prova com mais de 3s de vantagem para os outros adversários.

Para o treinador Albertinho, responsável pela preparação de Thiago, vencer contra dois atletas do nível dos americanos valoriza ainda mais a conquista. "Acho que é uma dádiva ter esses dois competindo. Valoriza mais uma possível vitória. Se ele (Thiago) tiver a graça de vencer, o que é pouco provável, mas no esporte tudo é possível, será melhor ainda pelos adversários", afirmou.

Com a intenção de bater os americanos, o técnico afirmou que mudou a preparação de seu comandado. Agora, o foco de Pereira está voltado para os 200 m medley. "Não adianta você ser bonzinho em várias provas, ser top cinco delas, mas não levar nenhuma medalha. Nós queremos ser melhor em uma, nosso foco principal agora é os 200 m medley", explicou Albertinho.

Antes de disputar a prova dos 200 m, Thiago terá que enfrentar os 400 m. Contudo, ele não acredita que haverá um cansaço por causa da disputa dos 400 m antes de sua prova favorita. "Pretendo dividir como duas Olimpíadas, não creio que haverá um cansaço. Vou pensar primeiro nos 400 m e depois nos 200 m, como se fossem duas competições diferentes", disse o nadador.

Grande esperança do Brasil em Londres, Thiago Pereira costuma sofrer cobranças por ter conquistas apenas em competições "menores", como Pan-Americano. Em 2008, ficou em quarto lugar em Pequim na prova dos 200 m medley e em oitavo nos 400 m medley.



Comente:

Nenhum comentário