Natação brasileira leva vaga olímpica no 4x100m medley






A Federação Internacional de Natação (Fina) confirmou nesta terça-feira a classificação do Brasil para disputar a prova masculina do revezamento 4x100 metros medley na Olimpíada. Além disso, a entidade liberou a inscrição de mais um reserva para a equipe do revezamento 4x100 metros livre, vaga que ficará com João de Lucca, aumentando a delegação brasileira nos Jogos de Londres para 20 nadadores (16 homens e quatro mulheres).

Nas provas de revezamento da natação, são 16 vagas olímpicas disponíveis. Os 12 melhores do Mundial de Esportes Aquáticos garantem classificação e os outros quatro são definidos pela Fina, através do ranking mundial. Como não ficou entre os 12 primeiros colocados no campeonato do ano passado, em Xangai, o Brasil precisou esperar até agora para ser confirmado entre aqueles que estarão na Olimpíada no 4x100 metros medley.

A vaga olímpica veio graças ao tempo conquistado nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no ano passado, quando a equipe brasileira ganhou a medalha de ouro com 3min34s58. Na Olimpíada, o Brasil será representado no 4x100 metros medley por Thiago Pereira, Felipe França, Kaio Márcio e Cesar Cielo, que são os donos das melhores marcas em cada prova individual - os quatro já estavam garantidos previamente nos Jogos de Londres.

Além da vaga no revezamento, a Fina aprovou a inclusão de mais um reserva para o Brasil no 4x100 metros livre. Assim, João de Luca, dono do sexto melhor tempo durante as seletivas nacionais, vai se juntar a Nicholas Santos como suplente da equipe olímpica com boas chances de nadar nas eliminatórias da Olimpíada, quando alguns dos titulares (Cesar Cielo, Nicolas Oliveira, Bruno Fratus e Marcelo Chierighini) podem ser poupados.



Comente:

Nenhum comentário