Michael Phelps se anima com a possibilidade de fazer história de novo





A possibilidade de entrar definitivamente na história dos Jogos Olímpicos mexe com o norte-americano Michael Phelps. Dono de 16 medalhas - 14 de ouro e duas de bronze -, o nadador precisa de mais três em Londres para se tornar o atleta mais condecorado do evento em todos os tempos. A recordista é a ex-ginasta russa Larisa Latynina, que ganhou 18 medalhas ao longo de quatro Olimpíadas (a última em 1964).

- É bacana saber que há uma possibilidade de se reescrever a história - admitiu Phelps ao jornal "USA Today".

Recentemente, o nadador se encontrou com Latynina e ganhou dela uma medalha conquistada durante uma competição de ginástica entre Rússia e Estados Unidos, disputada em algum ano da década de 50.

- Foi provavelmente uma das coisas mais legais que eu recebi na minha vida - disse o norte-americano.

Phelps voltou a garantir que não irá mesmo competir nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

- Já disse certa vez que não quero nadar depois dos 30 - afirmou ele, que irá completar 27 anos no mês que vem: - Eu definitivamente adoraria ir ao Rio, mas apenas para torcer e aproveitar.


Comente:

Nenhum comentário