Cielo inicia guerra fria contra australiano falastrão e tem em francês "sparring de luxo" no Rio





Cesar Cielo incia hoje disputa dos 50 m livre no Troféu Maria Lenk

O brasileiro Cesar Cielo cai nas águas do Parque Aquático Maria Lenk, nesta quarta-feira, em torneio que leva o mesmo nome do local, para dar início à sua "guerra fria" contra o nadador australiano James Magnussen em prévia de duelo nos Jogos Olímpicos de Londres.

Magnussen tem os melhores tempos do ano nos 50 m e 100 m livre, com 21s74 na primeira e 47s10 na segunda. Cielo nada hoje pela manhã as eliminatórias dos 50 m, que terá sua final no período da noite.


O brasileiro é campeão olímpico e mundial nos 50 m e detém o atual recorde mundial nos 100 m, prova na qual Magnussen foi campeão mundial no ano passado. O australiano já teve a chance de fazer suas melhores marcas na seletiva local, e agora o brasileiro promete empenho total para cravar suas melhores marcas.

"Vou tentar confirmar o meu status de favorito nesta competição. Diria que estou com 99% da melhor forma. A diferença para Londres é que devo descansar um pouquinho mais e vou estar raspado. Além de representar bem o Flamengo, a ideia é fazer, com os 99%, o melhor tempo da vida, para sentir que, com os 100%, quando chegar a hora, vai ser melhor ainda", falou.

O australiano tem um estilo mais falastrão e no momento em que obteve as melhores marcas chegou a dar declarações em tom sem modéstia. Afirmou que faria de tudo para quebrar o recorde do brasileiro e ser o homem mais rápido da história.

"Eu nado para mim mesmo. Agora ele [Magnussen] é jovem e fala bastante. Se gosta de falar e isso é bom, deixa isso pra ele", falou Cielo.

Para tentar se aproximar da marca de Magnussen nos 50 m, Cielo terá um "sparring de luxo" no Maria Lenk, o francês Fredérick Bousquet, que já foi o recordista mundial desta prova e chegou até a treinar com o brasileiro nos Estados Unidos.

O francês foi dono do recorde mundial nos 50 m até 2009, com 20s94. Mas, no Open, realizado em dezembro daquele ano em São Paulo, Cielo baixou a marca para 20s91, a melhor até hoje.

Em fevereiro deste ano, o brasileiro já bateu o rival no Grand Prêmio de Missouri, nos Estados Unidos. Cielo cravou a marca de 22s13 na final, contra 22s26 do francês. Jason Lezak (EUA) ficou em terceiro, com 22s75.

Cielo chegou a classificar o francês como seu grande rival no ouro olímpico nos 50 m em Londres, mas ele sequer se classificou para a competição na seletiva de seu país e compete no Maria Lenk pelo Pinheiros. Cielo representa o Flamengo.



Comente:

Nenhum comentário