Sem Cielo, Felipe França é assediado em desembarque após Mundial





Sem Cesar Cielo, delegação do Brasil retorna de Xangai após Mundial de esportes aquáticos; Felipe França, campeão dos 50 m peito, foi um dos mais .... Foto: Ricardo Matsukawa/Terra

Felipe França ganhou a maior parte das atenções na chegada da Seleção Brasileira de natação que disputou o Mundial de Esportes Aquáticos em Xangai, na China. Nesta terça-feira, o campeão mundial dos 50 m peito foi o centro dos assédios no Aeroporto de Guarulhos, em um desembarque "desfalcado" de outros grandes nomes da modalidade nacional.

França, que havia sido vice-campeão mundial dos 50 m peito dois anos atrás, em Roma, conseguiu uma das quatro medalhas (todas douradas) que o Brasil faturou em Xangai este ano. Além dele, César Cielo conquistou o ouro nos 50 m livre e borboleta, enquanto Ana Marcela Cunha levou a melhor nos 25 km na maratona aquática. O País terminou no quarto lugar do quadro geral de medalhas.

Mais aguardado no retorno da Seleção, Cesar Cielo não conseguiu embarcar de Xangai com destino a São Paulo. Segundo a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), o bicampeão mundial dos 50 m livre teve problemas com o passaporte, que ficou retido na China, e teve o retorno atrasado. Thiago Pereira também não desembarcou em São Paulo.




Comente:

Nenhum comentário