Pegos no antidoping com Cielo ficam fora do Mundial





O Brasil já perdeu dois nadadores no Mundial de Xangai por causa do caso de doping envolvendo Cesar Cielo.

Nicholas Santos e Henrique Barbosa, que foram flagrados junto o campeão olímpico em teste feito em maio, estão fora da competição na China. Como punição pelo doping, os dois levaram advertência e perderam todos os resultados obtidos no Troféu Maria Lenk.

Naquela competição, Barbosa tinha estabelecido índice para os 200 m peito. Nicholas fez, no mesmo evento, a marca para integrar o revezamento 4 x 100 m livre. Ele também tinha índice para os 50 m borboleta, feito em outra ocasião, mas, pela regra da confederação brasileira, precisava ter vaga em uma prova olímpica para ir a Xangai. Apenas os 50 m livre são disputados em Olimpíadas.

Para suas vagas foram convocados Marco Antônio Macedo, do Serc/São Caetano, nos 4 x 100 m livre, e Tales Cerdeira, do Flamengo, para os 200 m peito.

A confederação também convocou Etiene Medeiros, do Nikita/Sesi, para a vaga de Fabíola Molina, que está suspensa por também ter sido flagrada em antidoping no Maria Lenk.

Cielo obteve os índices para o Mundial no ano passado, antes do Maria Lenk, por isto poderá disputar a competição na China.

Comente:

Nenhum comentário