Fabiola Molina acha que Cielo vai bem no Mundial





Fabiola Molina sabe bem o que Cesar Cielo passou durante quase um mês.  Das noites de sono passadas em claro fazendo questionamentos, à expectativa pelo julgamento. Ela passou por um, o do painel da Confederação Brasileira de Desportes Aquáticos (CBDA), que optou por uma suspensão de dois meses após o teste positivo para um estimulante. Cumpriu o período e, no retorno às piscinas, ganhou cinco medalhas nos Jogos Mundiais Militares. Mas ainda aguarda a decisão da Federação Internacional (Fina) para saber se haverá outra decisão sobre a punição. Cielo, passou por três: o da CBDA, o da Fina e o do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS). E respirou aliviado com o veredicto de apenas uma advertência. Alívio que Fabiola também sentiu e que a faz acreditar num grande Mundial de seu companheiro de seleção brasileira.

Fabiola Molina Jogos Mundiais Militares natação (Foto: Divulgação)

Em Xangai, Cielo busca o bicampeonato nos 50m e 100m livre. Entra na competição com a melhor marca da temporada nos 50m (21s66) e a segunda nos 100m (48s26), ambas obtidas no Paris Open. Naquele mesmo fim de semana do fim de junho, horas depois de ter comemorado o bom momento, foi comunicado sobre o resultado do exame antidoping.  

- Cesar não merecia ficar fora do Mundial. Sempre acreditei na inocência dos meninos. Que bom que fizeram uma boa defesa e conseguiram provar a contaminação. Doping é coisa séria, você perde noites de sono, mas acho que que ele vai se sair muito bem na competição. Foi assim comigo. Voltei da suspensão e nadei bem. É claro que o campeonato lá vai ser mais difícil, mas ele tem uma equipe de apoio grande perto e uma grande capacidade mental. Já superou muita coisa e sabe que está superbem pelo que mostrou em Paris. Sei que vai estar focado. Já ia nadar bem, mas acho que agora vai nadar melhor ainda - disse Fabiola.      



Comente:

Nenhum comentário