Cielo estreia no Mundial e avança em 1º nos 50m borboleta





Em um mês marcado por terno, gravata e angústia, enfim alguns segundos de alívio debaixo d'água. Cesar Cielo, liberado para competir depois do julgamento por doping, estreou no Mundial de Xangai nos 50m borboleta. Virou a página, cortou o cabelo - abandonou os cachos. Bateu no peito, apontou o indicador para o céu. E nadou mais rápido do que todo mundo. Primeira prova, primeira posição e vaga nas semifinais: 23s26. Já o francês Fred Bousquet, um de seus principais adversários, tomou um susto. Foi apenas o 14º (23s84) entre os 16 que avançaram. Eles voltam a nadar neste domingo, a partir das 7h (de Brasília). A final será na segunda-feira, no mesmo horário.

Natação Cesar Cielo treino Mundial de Xangai (Foto: Reuters)

Embora não seja especialista nos 50m borboleta, Cielo levou para Xangai o melhor tempo do ano: 22s98, no Paris Open, em junho. Logo depois de nadar na França, o brasileiro recebeu a notícia de que tinha sido flagrado em antidoping (durante o Maria Lenk, em maio). Passaram-se três semanas até o julgamento do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), que manteve apenas uma advertência.

Na piscina do luxuoso Centro Esportivo Oriental, Cielo vai nadar ainda os 50m e 100m livres, provas em que é campeão e recordista mundial. As eliminatórias dos 100m serão na noite de terça-feira; a dos 50m, na quinta.

cesar cielo mundial de natação (Foto: Satiro Sodré / AGIF)

A prova dos 50m borboleta foi a quarta da noite deste domingo; a bateria de Cielo, a sétima. Raia três, ao lado de um de seus maiores rivais nos 50m livre: Fred Bousquet. O francês, dias antes, calçando sandálias havaianas, tinha se mostrado solidário ao brasileiro, com quem treinava junto em Auburn (EUA) até o ano passado. Disse concordar com a decisão do TAS. Palavras de quem também passou por um caso de doping: no ano passado – para curar uma crise de hemorroida, usou uma pomada que continha substância proibida; foi suspenso por dois meses.

Cielo e Bousquet nadaram lado a lado, como nos tempos da pacata Auburn. Mas na movimentada Xangai, o brasileiro foi mais rápido. Bem mais rápido. Liderou do início ao fim. Tocou o outro lado da piscina após 23s26. Cuspiu água, deu uma olhada no placar. Seu tempo era 1s abaixo da marca de Geof Huegill, australiano que tinha nadado na bateria anterior e liderava até então. Até Cielo, enfim, voltar a nadar e a respirar aliviado.

cesar cielo mundial de natação (Foto: Satiro Sodré / AGIF)
Cielo vai nadar as semifinais na manhã deste domingo (Foto: Satiro Sodré / AGIF)


Comente:

Nenhum comentário