Brasil bate na trave e fica fora da final do 4 x 100m livre





Cesar Cielo planejava nadar a final do 4 x 100m livre, mas cedeu a vaga nas eliminatórias a Marcos Macedo. Duas horas antes, o campeão olímpico tinha estreado no Mundial de Xangai com o melhor tempo nos 50m borboleta e se garantido nas semfinais. Viu, então, a equipe brasileira bater na trave: em nono, ficou fora da final do revezamento. A França, com Alain Bernard, passou em primeiro, com 3m12s09. A decisão é neste domingo, a partir das 7h (de Brasília).

Bruno Fratus, que neste ano derrotou Cielo nos 100m livre, abriu o revezamento para o Brasil, na terceira e última bateria. Entregou para Nicolas Oliveira. Marcelo Chierighini fechou, em 3m16s2. O oitavo colocado foi a Inglaterra, com 3m15s35.

Macedo entrou na equipe como reserva depois do corte de Nicholas dos Santos. Ele perdeu a vaga porque tinha obtido o índice durante o Troféu Maria Lenk, onde testou positivo em um antidoping, assim como Cielo. Eles tiveram os resultados anulados.

No 4 x 100m livre feminino, o Brasil terminou em 13º. Tatiana Lemos Barbosa, Daynara de Paula, Flávia Delaroli e Michelle Lenhardt completaram a prova em 3m44s6. A equipe americana foi a mais rápida: 3m35s6.



Comente:

Nenhum comentário